14/06/2017 - Vereador sugere implantação de usina para destinação de resíduos sólidos na Comcam  

A Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze) aprovou requerimento de autoria do vereador Thiago Chiminello (PSB), de Engenheiro Beltrão, que requer a realização de uma audiência pública regional para tratar sobre uma solução ambiental definitiva aos resíduos sólidos urbanos e industriais por meio da construção de uma usina regional com a tecnologia REUSI. O vereador sugeriu a convocação de todos os prefeitos da Comcam; representantes dos Rotary’s; Lojas Maçônicas; Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão; e sociedade civil organizada como um todo.

Chiminello explicou que a tecnologia REUSI é fruto de uma parceria de estudos entre o Brasil e China, e visa solucionar a destinação dos resíduos sólidos urbanos e industriais, gerando energia e madeira biosintética por meio de uma usina. “A sessão deverá contar obrigatoriamente com a presença do representante estadual do sistema REUSI, o professor Mário Mayer, o qual poderá abordar amplamente sobre a temática”, destacou o autor do requerimento.

O vereador comentou que a questão da destinação dos resíduos sólidos é um problema a todos os municípios da região. Ele explicou que muitas prefeituras sequer têm condições financeiras de manter por si só as despesas com aterros, destinação correta até então. “O REUSI é uma opção que pode solucionar este problema dos municípios. Além de cumprir com a obrigação ambiental destinando corretamente o lixo, ainda gerará empregos e riquezas econômicas para nossa região”, sustentou.

Chiminello citou como exemplo sua cidade. Segundo ele, órgãos ambientais apontaram várias irregularidades no aterro sanitário de Engenheiro Beltrão durante a gestão passada. Ele lembrou até de um acidente em 2016 matando três trabalhadores na construção de uma nova célula para o aterro. “Esta questão do lixo vem dando muita dor de cabeça aos prefeitos que vêm sofrendo com ações dos órgãos fiscalizadores. Lamentavelmente essa é a realidade da nossa região”, ressaltou.

O parlamentar acrescentou que para a construção da usina seria escolhido um município sede para centralizar o recebimento dos resíduos. O prazo de retorno do investimento pode ser de até três anos. A sede da empresa que detém a tecnologia no Brasil fica no estado de São Paulo, com representante em Curitiba.

A REUSI

A Reusi nasceu há cerca de 3 anos como solução definitiva para destinação de Resíduos Sólidos Urbanos e Industriais e através de suas tecnologias patenteadas transforma resíduos em energia e madeira biosintética através de processos com níveis mais baixos de emissões ambientais e sem passivo posterior após seu processamento.

Assim proporciona a possibilidade real de um meio ambiente ecologicamente sustentável, não sendo necessário o depósito de resíduos em aterros sanitários ou lixões. Mais informações sobre o processo podem ser acessadas no link: http://www.reusi.com.br/sobre/

Assessoria Acamdoze

 

Anexos: