03/10/2017 - Acamdoze reivindica ao 11ª BPM curso de formação do Proerd para região

O presidente da Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze), Sidnei Marchi (Corumbataí do Sul), acompanhado dos vereadores de Engenheiro Beltrão, Joaquim Duarte, Marcos Paro, e Valdir Hermes da Silva; e de Araruna, Wagner Malaco, participou de uma reunião na manhã dessa segunda-feira (2) com o comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar de Campo Mourão (BPM), major Júlio César Vieira da Rosa. Na ocasião, eles solicitaram ao major a viabilização de um curso de formação do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) para capacitar policiais militares para atender a região da Comcam. O comandante do 3º Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária (BPEC) de Campo Mourão, subtenente Mauro Fernandes de Souza, também participou do encontro.

A reunião foi solicitada pelo vereador de Engenheiro Beltrão, Valdir Hermes da Silva, policial militar aposentado, ex-instrutor do programa. Segundo ele, apenas dois policiais militares atendem toda a região e, no próximo ano, ficará apenas um, já que um dos instrutores será aposentado. Há 8 anos pelo menos nove policiais atuavam pelo Proerd. “O Major Júlio abriu as portas para nós e nos recebeu muito bem. Ele entende qual o sentido do Proerd e a importância deste programa na vida de milhares de famílias da Comcam”, afirmou Valdir.

Durante o encontro , ficou definido que a Acamdoze se reunirá com a presidência da Comcam nos próximos dias para buscar parcerias junto aos prefeitos da região no sentido de levantar subsídios para viabilizar o curso e também com o tenente-coronel, Ronaldo de Abreu, comandante BPEC do Estado do Paraná.

O major Júlio se colocou à disposição da Acamdoze para ajudar no que for possível para atender a demanda. “Entendemos esta preocupação com o futuro do programa e já vamos fazer nosso contato com os superiores no sentido de ajudar”, afirmou, ao reconhecer a importância do Proerd na vida das famílias. “O programa é de prevenção, ou seja, ele não deixa o jovem chegar ao ilícito. Por isso não pode parar”, argumentou.

                O presidente da Acamdoze, vereador Sidnei Marchi, agradeceu ao comandante pela recepção e afirmou que a entidade fará o que for possível para manter o programa fortalecido na região. “O primeiro passo já demos. Agora vamos buscar os parceiros para viabilizar essa demanda. Acredito que da forma como está, medidas urgentes precisam ser tomadas”, ressaltou.

Assessoria Acamdoze

Anexos: