11/10/2017 - Após solicitação da Acamdoze, comandante assegura curso do Proerd para região

O tenente-coronel, Ronaldo de Abreu, comandante do Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária (BPEC) do Estado do Paraná, assegurou a implantação do curso do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), para o 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Campo Mourão a partir de 2018. A informação é do vereador da Câmara de Engenheiro Beltrão, Valdir Hermes da Silva (PSDB), policial militar aposentado e ex-instrutor do Proerd.

Silva esteve em Curitiba nessa segunda-feira (9), acompanhado do presidente da Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze), Sidnei Marchi (Corumbataí do Sul) e do vereador de Araruna, Wagner Malaco. Na ocasião, eles estiveram reunidos com Abreu e os deputados estaduais Marcio Nunes (PSD) e Ratinho Junior (PSD), onde reforçaram a necessidade do curso para a região para o fortalecimento do Proerd na Comcam. Nunes e Ratinho já oficiaram o secretário estadual da Segurança, Wagner Mesquita de Oliveira, sobre a situação.

Valdir, que iniciou as discussões sobre o assunto, após requerimento apresentado durante assembleia da Acamdoze, alertou que se nada for feito, o Proerd corre sérios riscos de extinção na região devido a falta de efetivo policial para atender o programa. Para se ter ideia, somente 2 policiais militares atuam nas atividades do Proerd em toda a Comcam e um destes se aposentará no próximo ano. Há oito anos eram 9 os policiais que atuavam pelo Proerd. Segundo o vereador, com a implantação do curso em Campo Mourão, o efetivo seria complementado para atender a demanda regional. “Com o curso do Proerd no nosso batalhão aumentaria entre 3 a 4 policias, elevando para 5 o número, suprindo a demanda”, falou.

O vereador Wagner Malaco pediu também a mobilização dos prefeitos para o fortalecimento do programa. Segundo ele, é importante também o envolvimento da sociedade civil e organizada na prevenção às drogas. “Acredito que se todo mundo lutar pela causa vamos atingir nosso objetivo”, falou.  

O presidente da Acamdoze, Sidnei Marchi, afirmou que este foi “o primeiro passo dado pela entidade”. Ele avaliou a reunião em Curitiba como produtiva. “É muito gratificante a gente colocar os deputados e políticos a par da situação. Muitos deles às vezes nem sabem o que está acontecendo por aqui”, comentou.  Segundo Marchi, o Proerd tem extrema importância na prevenção às drogas e precisa ser fortalecido na região. “Fomos até Curitiba por amor à causa. O que ganhamos é a recompensa de saber que estamos lutando por uma causa justa”, ressaltou.

Durante a reunião com o tenete-coronel Abreu, o oficial ficou de analisar o orçamento e custos para viabilizar o curso para o 11º BPM. “Vamos precisar da parceria de todos os prefeitos”, pediu o presidente da Acamdoze.

Assessoria Acamdoze

Anexos: